Repense o modelo de entregas do seu e-commerce

Muito ouvimos falar sobre grandes inovações que podem revolucionar o segmento de transporte mundial, um bom exemplo são as entregas com drones. Embora de fato possa se tornar uma realidade futura, ainda temos uma realidade acontecendo neste momento e que pode não necessitar de uma nova tecnologia para alcançar melhores resultados.

Mudar o prazo de entrega de uma loja virtual pode se tornar um problema ou diferencial no e-commerce. É de conhecimento dos players deste segmento que o cliente online quer receber o produto o mais rápido possível. Portanto quando se aumenta o prazo é possível que a loja online esteja perdendo competitividade. Por outro lado, quando o prazo de entrega reduz, pode-se gerar uma vantagem competitiva.

O comércio eletrônico gera 3 grandes desafios logísticos, sendo eles:

  1. Fracionamento de pedidos: As compras online são, na sua grande maioria, processadas em pacotes de até 5Kg cubados. O relatório Webshoppers, do E-bit, demonstra que entre as TOP 10 categorias de produtos mais vendidos online estão: moda e acessórios, cosméticos e perfumaria, telefonia, informática, livros e revistas e brinquedos/games. Pelo perfil dos produtos já é possível ter uma boa noção do peso real e cubado dos materiais.
  2. Capilaridade das entregas: O e-consumidor é quem define o endereço de entrega da sua compra online. Desta forma pode ocorrer em qualquer lugar, salvo algumas exceções.
  3. Curto prazo de entrega:  Um dos grandes distanciadores entre o varejo offline e online. A loja virtual que entrega mais rápido já oferece um diferencial em relação a que demora mais tempo. Porém os outros dois desafios: fracionamento e capilaridade, dificultam a operacionalização mais rápida das entregas pelas transportadoras.

O modelo de transporte mais adotado hoje pelas empresas de e-commerce e transportadores é a transferência + entrega last mile. A transferência é a parte do fluxo de transporte onde se percorre longas distâncias com origem no centro de distribuição da loja virtual e destino a unidade operacional da transportadora mais próxima da região de entrega. Geralmente as transferências são interestaduais e realizadas com caminhões de grande porte, pois estes são capazes de levar mais peso e volume de materiais, o que em teoria, reduz o custo unitário transportado. Para que seja possível rodar com caminhões de maior porte e com bom nível de ocupação, é preciso consolidar as cargas, em outras palavras, acumular o máximo possível para preencher o veículo. Neste ponto é onde ocorre um conflito com o fracionamento das mercadorias, já que o prazo de entrega se torna um grande limitante para a consolidação. A outra etapa do fluxo é a entrega urbana ou last mile. Com a mercadoria já na região de entrega é preciso desconsolidar e roteirizar as entregas em veículos urbanos de carga, inclusive utilitários como Fiat Fiorino e Renault Kangoo. Neste ponto a capilaridade das entregas demanda uma grande quantidade de pequenos veículos realizando as entregas urbanas.

Quando se pensa em prazo de entrega no e-commerce é necessário ter em mente a localização geográfica do centro de distribuição da loja virtual e as limitações de transit time (tempo de trajeto) do transporte rodoviário até o endereço de entrega escolhido pelo cliente final. É preciso pensar em diferentes modelos operacionais de distribuição em busca de diferenciais logísticos que resultem na redução de prazo do frete.

A ideia de um único centro de distribuição no Brasil já não é mais suficiente, o mercado está mais competitivo e os clientes mais criteriosos. Uma solução para este problema é a adoção de centros de distribuição avançado, nos quais o estoque de uma determinada região ou parte dele, fica na própria região onde estão os consumidores finais. Neste modelo sempre que houver uma compra na loja virtual, o produto já estará próximo do cliente e elimina-se a etapa da transferência de mercadorias pós pedido através de longas distâncias percorridas por terra. O frete resume-se somente na entrega urbana (last mile), a qual possui valor de frete mais baixo, além de rápida, geralmente realizada até o dia seguinte ou mesmo no mesmo dia da compra (same day delivery), uma tendência no e-commerce global.

É importante lembrar que a ideia não é aumentar os níveis de estoque, apenas mudá-los de localização geográfica para que o produto esteja fisicamente perto do seu comprador. Ainda que não seja possível o fazer integralmente, pode-se aplicar o modelo para produtos mais vendidos, críticos de abastecimento, lote econômico de compra, etc. O conceito deste modelo pode ser customizado para cada empresa de acordo com suas particularidades.

Conheça mais sobre essa solução de entrega rápida para e-commerce, já oferecida pela ASAP Log no Brasil.

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar