Logística e os Drones

Ao se pensar em inovação logística os drones estão entre as primeiras coisas que vem à cabeça nos dias de hoje. Este equipamento, também conhecido como VANTS - Veículo Aéreo Não Tripulado ou VARP - Veículo Aéreo Remotamente Pilotado, tem chamado atenção do mercado nos últimos anos.

global_main_1014Apesar de não ser uma criação recente e já ser utilizada para determinadas necessidades como na produção de imagens, limpeza, segurança e a militar, por exemplo. A expectativa proveniente da aplicação como uma nova forma de transporte de cargas é alta, pois figura como uma solução a muitos problemas logísticos.

Dentre as principais dificuldades no transporte estão: prazo, infraestrutura, custo, acesso a regiões hostis e segurança. Os quais podem ser solucionados com os drones, considerando que o transporte aéreo é mais rápido, não demanda grandes infraestruturas, custa menos, o equipamento sobrevoa áreas remotas como ilhas, sem grandes dificuldades e o risco de acidentes e assaltos são remotos.

Embora muito se falar sobre o assunto, ainda existem diversas questões a serem definidas, como por exemplo as regras de trafego aéreo, segurança e energia. Por estas e outras razões a utilização atual desta tecnologia no segmento de Logística ainda é restrita. Empresas como DHL estão realizando testes em determinadas regiões na Europa com a movimentação de remédios para locais mais isolados e com maiores complicações na entrega através dos meios convencionais. A Amazon nos Estados Unidos e a Google na Austrália também fazem seus experimentos para entregas de compras pela internet. Existem ainda notícias de que o Facebook planeja utilizar drones para distribuir internet pelo mundo.

De um modo geral os drones tendem a se popularizar e continuarem sendo soluções alternativas interessantes para muitas atividades. Como será com a Logística? Podemos imaginar andar pelas ruas e se deparar com drones aterrissando e levantando voo nas residências e centros de distribuição para entregar pacotes comprados no e-commerce. Outra possível realidade serão áreas fechadas com estes dispositivos movimentando materiais, eliminando atividades operacionais realizadas por pessoas. Será que as entregas urbanas deixarão de serem realizadas por pequenos veículos de carga e motocicletas?

Independente das respostas para as perguntas temos que lembrar que ainda existe muito trabalho pela frente. Viabilizar a utilização de drones nas entregas não será uma tarefa fácil no âmbito operacional e financeiro!

Assista o vídeo do voo teste da DHL:

Comentários
pingbacks / trackbacks

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Entrega AntecipadaComo um app pode ajudar na eficiência Logística