fbpx

Entregas Urbanas

As Entregas Urbanas, também conhecidas como Logística Urbana é uma solução que tem ganhado espaço recentemente quando o assunto é transporte de cargas.

ASPGrandes cidades estão lidando com problema de alto fluxo de veículos nas ruas e, muitas delas já estão adotando restrições de tráfego. Desta forma veículos de cargas não podem circular em determinadas regiões e/ou horários, devido ao seu peso e tamanho.

Além da restrição de tráfego, a demanda por entregas cada vez mais rápidas, estimuladas principalmente pelo consumidor online, também tem contribuído para que as entregas urbanas tornem-se a solução para estes problemas logísticos.

As transportadoras geralmente utilizam caminhões pesados e médios, os quais na sua maioria enfrentam as restrições e consomem mais tempo de transporte. O principal motivo é que necessitam de maior quantidade de carga para atingir uma taxa de ocupação mínima estabelecida pelo transportador. Isso contribui para que os materiais fiquem parados por mais tempo nos Centros de Distribuição aguardando consolidação, ou seja, agrupamento de maior volume para início das rotas de entregas. Enquanto isso não acontece, o material fica parado.

A tendência global de oferecer prazos de entregas cada vez menores já é uma realidade praticada em grandes varejistas e a gigante de tecnologia Google nos Estados Unidos. A Amazon e Macy's, por exemplo, já iniciaram a entrega no mesmo dia (same day delivery) em algumas regiões do país norte americano. Hoje talvez ainda possamos classificar o curto prazo de entrega como um diferencial competitivo, porém num futuro breve passará a ser um requisito!

Para viabilizar a maior velocidade nas operações de transporte é preciso realizar algumas mudanças. Desde ajustes de processos até a utilização de novos veículos de carga. O veículo urbano de carga (VUC) é uma solução disponível no mercado que permite uma maior rapidez nas coletas e entregas de cargas fracionadas, características do e-commerce.

Pelo fato de serem utilitários de pequeno porte, não se enquadram nas restrições de tráfego e oferecem uma maior versatilidade de locomoção nos centros urbanos. Contam com uma boa autonomia dentro da cidade e consumo de combustível quase como de um carro de passeio, além disso são fáceis de estacionar.

Uma alternativa simples, a entrega urbana pode ser um diferencial competitivo para o comércio eletrônico, pois através dela pode-se realizar vendas com menores prazos de entrega! Adicionalmente o custo dessa modalidade de transporte pode ser mais baixo que os meios convencionais, como o do Correios.

Outro benefício está na logística reversa que pode ser feita de forma mais ágil, já que não representa um grande volume de carga se comparado ao total distribuído. Os produtos são coletados na casa dos clientes e entregues no centro de distribuição da empresa.

Alguns cuidados básicos devem ser tomados na contratação deste tipo de serviço, principalmente:

  • Idade do veículo: os mais antigos têm consumo de combustível mais elevado, o que aumenta o custo de transporte. Além disso, automóveis mais velhos necessitam de manutenção mais frequente e podem acabar apresentando problemas técnicos durante um trajeto, resultando em atraso na entrega.
  • Seguro: todo deslocamento está sujeito a riscos, principalmente assaltos, acidentes, catástrofes, entre outros. Nem sempre é possível prever, mas pode-se contar com uma apólice de seguro para mitigar riscos.
  • Registro na ANTT: transportadoras, autônomos ou cooperativas de transporte de mercadoria de terceiros devem ter registro na Agência Nacional de Transporte Terrestre.
  • Rastreamento: mais uma forma de mitigar riscos e obter localização geográfica do caminhão e sua carga por sistema de GPS.
  • Identificação visual: tanto a plotagem do carro de entrega quanto o uniforme dos funcionários, demonstram ao cliente mais confiança durante uma entrega, além de mais profissionalismo.
  • Fiscal: é necessária a emissão de CT-e (Conhecimento de Transporte Eletrônico) e NF-e (Nota Fiscal Eletrônica de Serviços). Em alguns casos é preciso outros documentos.

O ideal é que seja formalizado um contrato de prestação de serviços de transporte entre as partes. Desta forma é possível prevenir legalmente em relação a preços, prazos, responsabilidades, entre outros.

LEIA TAMBÉM SOBRE

Assine nossa newsletter

Receba novos posts e materiais gratuitos.













    Mostrando 2 comentários
    pingbacks / trackbacks
    • […] certo e controlar muito bem as operações logísticas. Do centro de distribuição ao frete last mile muita coisa pode […]

    • […] conceito do polêmico Uber pode ir além do transporte de pessoas, chegando até nas entregas last mile! É o que a Amazon acredita ao oferecer o chamado Amazon Flex. A ideia consiste numa rede de […]

    Deixe um Comentário

    Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

    Blog de LogísticaOperações Logísticas