ASAP Log fecha parceria para uso de carros elétricos nas entregas

A expectativa é de reduzir em até 85% o custo das entregas last mile

Reduzir o valor do frete é um objetivo comum para quem vende pela internet, mas é também um grande desafio! O frete para e-commerce é comumente dividido em 3 etapas, a coleta, transferência e entrega ao consumidor, também conhecida como last mile. Essa última etapa, que ocorre dentro das cidades, representa uma grande parte do custo total do frete, mas uma análise superficial já expõe o motivo.

Tenha em mente que, algo em torno de 80% do que se vende online por pequenas e médias lojas, tem até 10Kg e o tamanho médio de uma caixa de sapato. Estamos falando de roupas, calçados, livros, jogos, cosméticos, utilidades domésticas, entre outros. Esses produtos são entregues por toda cidade, em dezenas de endereços diferentes diariamente.

Esse cenário torna perfeitamente possível o uso de carros de passeio, utilitários e até motos. Porém o uso de automóveis a combustão envolve diversos custos, como: combustível, manutenção preventiva e corretiva, impostos e taxas (IPVA, seguro obrigatório, licenciamento), seguro, limpeza e conservação, entre diversos outros. Entretanto o que mais se destaca é a gasolina e etanol!

Foi buscando uma alternativa para reduzir os custos last mile que a ASAP Log e a Hitech, marca brasileira que vende carros 100% elétricos, identificaram uma boa oportunidade de sinergia. O uso de carros elétricos pode ser uma solução e, além da redução de custo, são veículos mais ecológicos.

Durante o mês de agosto, a ASAP Log realizou testes com o modelo 100% elétrico ecoTech4. Uma recarga completa da bateria desse automóvel custa em média R$ 5 e possibilita uma autonomia de 70km a 150km, dependendo do perfil de uso e versão da bateria. Já num veículo à combustão, custaria em torno de R$ 30, no mesmo comparativo. O modelo foi escolhido porque pode ser utilizado tanto como um carro de passeio, quanto para entrega de pequenos pacotes.

São veículos próprios para o transporte no perímetro urbano, pois atingem a velocidade máxima de 68 km/h. Segundo a Hitech, o custo por quilômetro rodado é 6 a 8 vezes mais econômico que um carro popular à combustão, se comparar os custos anuais de manutenção e combustível. Já quando se compara o aspecto da manutenção, o motivo da reduzida necessidade de reparo está também ligada à equação: enquanto um carro a combustão tem cerca de 2 mil peças móveis, um carro elétrico tem vinte.

A isenção de IPVA também já é realidade em cerca de sete estados brasileiros para proprietários de veículos movidos a motor elétrico e, em outros três estados, os veículos elétricos têm alíquota do IPVA diferenciada.

A intenção é ter cada vez mais carros elétricos rodando pelas cidades e para fomentar essa mudança, os entregadores cadastrados na ASAP Log podem adquirir esse veículo em condição especial confira.

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar