7 dicas para elaborar um bom currículo no setor de logística

O primeiro passo para alcançar aquela almejada vaga de emprego na área de Logística, assim como qualquer outro setor, inicia na elaboração de um bom currículo. Apesar de parecer uma tarefa simples, há muito o que fazer para se destacar durante um processo seletivo. É preciso que o candidato também entenda os critérios e requisitos que o recrutador busca, no objetivo de "casar a vaga". Isso significa, encontrar a pessoa certa para a vaga certa!

Toda oportunidade de emprego inicia de uma necessidade dentro da empresa. A partir daí é definido uma descrição de cargo, no inglês, job description. Através deste documento são especificadas as atividades que o profissional deverá desempenhar. Para tal, serão identificados os conhecimentos, habilidades e atitudes que devem garantir o melhor desempenho possível para aquela oportunidade.

Ao final deste processo, cada vaga terá um perfil de profissional definido, onde será especificado aspectos físicos, comportamentais e intelectuais. O nível intelectual exigido está relacionado a complexidade das atividades, exigências acadêmicas e experiência, geralmente.

A área de logística costuma abranger uma série de funções dentro das organizações, por isso pode ser subdivida em diferentes setores, tais como: operação logística, transporte, importação/exportação, planejamento e projetos. As vagas mais comuns são: operador de logística, assistente de logística, analista de logística, supervisor de logística, gerente de logística e diretor de logística. Muitas vezes o nome do cargo pode variar, por exemplo: analista de transporte, analista de frete, especialista em logística, diretor de supply chain, entre outros.

Tendo claro essas informações, o candidato deve se imaginar como um produto que precisa ser vendido para o um público alvo! A linguagem verbal, aparência, qualificação técnica, etc deve estar claro para o avaliador, pois ele precisa de alguém que possa desenvolver bem o papel que a empresa busca.

Um bom currículo para área de logística deve sempre conter de forma clara:

  1. Objetivo: Para qual vaga o profissional deseja se candidatar. A primeira forma de deixar claro para o recrutador é informando o cargo e função que se almeja, por exemplo: analista de transporte. Apesar de parecer básico, esse é um erro muito comum.
  2. Termos técnicos: A utilização de termos técnicos e siglas do setor demonstra conhecimento da específico. Se você está se candidatando para uma vaga de operação logística, utilize termos como fulfillment, picking, packing, etc. Por outro lado se for uma vaga para o setor de transporte, mencione inbound, outbound, milk run, crossdocking, dropshipping, etc. Para um cargo de gestão, conhecimento dos principais indicadores logísticos é essencial! Alguns dos principais são: OTIF, OFR, OCT, não conformidades, entre outros. O conhecimento das inovações e tendências logísticas também ratificam uma expertise no meio logístico.
  3. Sistemas: Na segmento de logística alguns softwares são mais específicos, como WMS - Warehouse Management System e TMS - Transportation Management System. Caso tenha conhecimento e experiência com algum deles, mencione no currículo.
  4. Referência profissional: Alguém com quem já trabalhou em outra empresa, de preferência gestor, que possa dar uma boa referência sobre seu trabalho.
  5. Projetos: Descreva projetos que fez parte, explicando qual foi seu papel. Essas participações demonstram capacidade de trabalho em grupo e visão sistêmica de uma organização.
  6. Resultados obtidos: Simplesmente executar atividades não é um diferencial, mas apresentar as conquistas para a empresa, como melhoria de indicadores de qualidade, produtividade ou mesmo redução de custo é um grande chamariz.
  7. Dados de contato: Diferentes canais para uma comunicação facilitada, de preferência inclua um link para o seu perfil no Linked In, onde o recrutador poderá obter ainda mais informações sobre você. Veja meu perfil como exemplo.

Lembre-se de que passar informações falsas no currículo irá te prejudicar cedo ou tarde. É comum que empresas apliquem os assessments, ou seja, testes práticos. A entrevista também servirá para comprovação de tudo aquilo que foi escrito no papel. Se alguma das informações mencionadas neste artigo não for de seu conhecimento. Aproveite para aprender um pouco mais através de um Blogs de Logística, como este que está lendo.

A elaboração de um bom currículo é apenas uma etapa do processo de recrutamento de seleção, mas é o primeiro passo e tudo que vem depois depende da sua avaliação. Capriche e boa sorte!

Comentários
  • Aroldo
    Responder

    O que o candidato precisa entender é que, um currículo é uma carta de venda, e é através desta carta que o candidato oferece seus serviços. Muito boom conteúdo, boas dicas

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar